“O BRICS não é sobre economia, é sobre política” – Portal Vermelho

O México, Nigéria, Egito, Argentina e Indonésia devem entrar no grupo de parceiros econômicos e políticos mais próximos do BRICS.

Fonte: “O BRICS não é sobre economia, é sobre política” – Portal Vermelho

Mitos da austeridade: o caso de Portugal

Blog do Renato

“A austeridade foi um fracasso para Portugal, como também representou para todos os outros países em que se tentou esta mesma política.” Esta é a conclusão do prêmio Nobel em Economia Joseph Stiglitz, ao analisar o período em que Portugal aplicou ao “pé da letra” a cartilha da austeridade.


Para “salvar” a economia e as contas públicas, devastadas pela crise econômica mundial de 2008, o governo português recorreu ao empréstimo de 78 bilhões de Euros concedido pela troika[1]e implantou o seu pacote de ajustes de 2011 a 2014, executando medidas que diminuíram o gasto público, aumentaram a carga tributária, reformaram o mercado de trabalho, dificultaram o acesso ao crédito e ainda cortaram vários benefícios sociais e o número de seus beneficiários.

Assim, seguindo a lógica da contração fiscal expansionista, o governo português cortou em até 10% os salários dos funcionários públicos, cortou parte do fornecimento de medicamentos e de transporte…

Ver o post original 408 mais palavras

Lei Trabalhista: Inconstitucionalidades podem criar batalha jurídica

Blog do Renato

O impasse em torno da aplicação da reforma trabalhista promete gerar uma batalha jurídica. A opinião é do advogado trabalhista Magnus farkatt, consultor da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB). Após a sanção da reforma trabalhista na última quinta-feira (13) houve bate-cabeça do governo sobre para quais contratos serve a lei. O ministro do trabalho declarou que em 120 dias a lei valerá para todos os contratos.
Por Railídia Carvalho

A nova lei permite que o trabalhador negocie com o patrão pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) como férias e jornada de trabalho. O que for decidido valerá mais que a legislação. São introduzidas novas modalidades de trabalho como o trabalho remoto e o contrato intermitente, conhecido como trabalho zero hora. Nessa situação, o trabalhador fica à disposição do empregador e só recebe o tempo que trabalhar.

Inconstitucional

“Essa tese do ministro de que a lei…

Ver o post original 309 mais palavras

PCdoB rechaça ingerência do governo Temer contra a Venezuela

Blog do Renato

Nesta segunda-feira (17) o Ministério das Relações Exteriores emitiu uma nota ofensiva contra o governo da Venezuela. No documento, o Brasil propõe que o país vizinho cancele o processo de eleição da Assembleia Constituinte previsto para acontecer no próximo dia 30 de julho. O Partido Comunista do Brasil rechaça a atitude ingerencista do governo de Michel Temer.

Marcado pelo internacionalismo, o PCdoB repudia de forma contundente a interferência do Brasil no governo soberano, eleito democraticamente nas urnas, de Nicolás Maduro. Além disso, reitera o apoio ao presidente venezuelano na busca pela paz e instabilidade.

Leia a nota na íntegra:

PCdoB rechaça ingerência do governo golpista contra a Venezuela

O governo golpista de Michel Temer, através de nota do Ministério das Relações Exteriores nesta segunda-feira (17), atacou o governo venezuelano e propôs que o país vizinho cancele o processo de eleição da Assembleia Nacional Constituinte (ANC) marcada pera 30 de julho…

Ver o post original 344 mais palavras

Fundações debatem caminhos para sair da crise e reconstruir o país

Blog do Renato

Na tarde desta sexta (14), as fundações Maurício Grabois, Perseu Abramo, e Leonel Brizola – Alberto Pasqualini se uniram, em São Paulo, para discutir alternativas para tirar o Brasil da crise e fazê-lo se reencontrar com a democracia, o Estado de Direito, o desenvolvimento e o progresso social. O ex-assessor especial para assuntos internacionais dos governos do PT, Marco Aurélio Garcia; o cientista social Ronaldo Carmona e o economista Mauro Benevides Filho participaram do debate.
O evento fez parte de uma oficina organizada pelas fundações, ligadas ao PCdoB, PT e PDT. Pela manhã, foram debatidos o legado e as lições dos ciclos dos governos Lula e Dilma e a realidade do Brasil pós-golpe, com Artur Henriques, Fábio Palácio, Wendel Pinheiros, Ana Luiza Matos, Haroldo Lima e Ronaldo Nado Teixeira.

Para Marco Aurélio Garcia, a atual reconfiguração do capitalismo brasileiro anula conquistas populares de muitas décadas e impõe “um programa autoritário…

Ver o post original 1.514 mais palavras

Porque a direita teme a eleição de 2018  – Portal Vermelho

Em toda a história republicana o Brasil nunca viveu uma crise semelhante à atual, caracterizada pelo maior e mais profundo divórcio entre o governo federal e o conjunto da nação. Por José Carlos Ruy*

Fonte: Porque a direita teme a eleição de 2018  – Portal Vermelho