Jandira Feghali: Decidirão pelas mulheres?

Blog do Renato

Um forte coro, outrora engasgado, ecoou pelo Centro do Rio durante toda a tarde de terça-feira (13). Com bravos punhos erguidos ao ar em posição de luta e seios pintados como donas do próprio corpo, milhares de mulheres se uniram contra as alterações na PEC 181/15 que proíbe o aborto legal no Brasil. Atos como esse ocorreram em várias outras cidades do país. Uma corrente gigantesca de sororidade conectou-as em sua marcha contra o conservadorismo político. Era um grito engasgado, sufocado, oprimido.
Falar de aborto desperta as paixões mais viscerais na sociedade, mas pouco se explica sobre o tema. Abafado por questões moralistas e religiosas, a temática deixa de ganhar o envelope que lhe é cabido: o de saúde pública. É óbvio que ninguém faz apologia do aborto ou o defende como método contraceptivo. Mas num país em que uma mulher morre a cada dois dias no país fruto de…

Ver o post original 293 mais palavras

Anúncios

Entrevista de Moniz Bandeira à revista Princípios

Blog do Renato

A edição 145 da revista Princípios, lançada no final de 2016, trouxe a entrevista exclusiva de Moniz Bandeira a Rubens Diniz, em que ele afirma que “o golpe contra Dilma insere-se no xadrez da política internacional”, e justifica seu raciocínio. Por ocasião de seu falecimento, nesta sexta (10), o portal Grabois disponibiliza esta entrevista como uma homenagem a seu espírito de luta e resistência democrática.

Princípios entrevistou o renomado historiador e cientista político Luiz Alberto Moniz Bandeira, que recentemente completou 80 anos e acaba de lançar seu mais recente livro, Desordem Mundial, no qual analisa o atual tabuleiro geopolítico.

Ele destaca, nesta entrevista, algumas questões que ajudam a entender como a política internacional influenciou o golpe contra o governo DilmaLuiz Alberto Moniz Bandeira, conhecido pela ampla documentação de seus estudos, chama a atenção para o conceito de lawfare, isto é, uma guerra jurídica, assimétrica promovida com a Operação Lava Jato…

Ver o post original 3.272 mais palavras

Boaventura: Elite age com a arrogância de quem não tem medo

Blog do Renato

O sociólogo português Boaventura de Sousa Santos afirmou que a ascensão da política neoliberal em todo o mundo hoje se dá pela ausência de uma alternativa real à esquerda, o que permite que as elites instituam livremente projetos de destruição de direitos e não enfrentem a devida resistência. “Eles se comportam com a arrogância de quem não sente medo”, afirmou.

Divulgação

 

Em evento realizado neste domingo (12) no Teatro Oficina, em São Paulo, pelo Vamos! – plataforma de debates da Frente Povo Sem Medo –, o sociólogo português disse que só foi possível o crescimento econômico combinado com redução das desigualdades sociais entre o fim da Segunda Guerra Mundial e as crises do petróleo da década de 1970, no mundo ocidental, devido à existência da União Soviética, que era a representação real de outro modelo que imputava medo aos capitalistas.

“Temos no mundo hoje muita gente que tem muito medo…

Ver o post original 789 mais palavras

Ronaldo Carmona: Desafios para a re-industrialização nacional

Blog do Renato

Na última quarta feira (7/11) a Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados patrocinou um importante seminário “Desafios para a re-industrialização nacional”. O deputado Orlando Silva jr. (PCdoB-SP), Presidente da Comissão, convidou especialistas empresarias e de trabalhadores para debater a questão. Um dos convidados foi o professor e pesquisador da USP, Ronaldo Carmona, que fez a seguinte apresentação:

A questão da Indústria é tema de interesse direto do mundo do trabalho. Primeiro, porque a contínua alteração e aperfeiçoamento da estrutura produtiva é característica intrínseca à Indústria, requer mais conhecimento, portanto, mão de obra mais qualificada e, portanto, melhores salários.

Em segundo lugar, porque o avanço da indústria moderna, o desenvolvimento das forças produtivas, é o caminho que permitirá, no contexto de uma nova sociedade, a emancipação do trabalho, o usufruto do trabalho livre e a constituição de uma sociedade de abundância. Hoje, aliás, 7…

Ver o post original 1.781 mais palavras

Wadson Ribeiro: Reforma trabalhista leva o Brasil ao século XIX

Blog do Renato

Entra em vigor no próximo sábado a reforma trabalhista elaborada pelo governo Temer e aprovada pelo Congresso. Trata-se de um dos maiores retrocessos civilizatórios já implementados no país. Michel Temer age como um Juscelino Kubitschek às avessas. Enquanto o presidente mineiro fez o Brasil avançar 50 anos em 5, como sugeria seu lema de governo, o presidente ilegítimo em apenas 14 meses já fez o país retroceder décadas, em alguns temas séculos. E as mudanças realizadas no mundo do trabalho são a expressão desse atraso.

O principal argumento para a sua aprovação é que a reforma representaria um “modernização” das relações de trabalho. Mas na verdade o que está em curso é a antítese. O Brasil entrou na era moderna do trabalho no momento em que aprovou duas importantes legislações. A Lei Áurea, de 1888, que libertou o país da escravidão, e a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), assinada…

Ver o post original 381 mais palavras

Industrialização é pauta de todos os brasileiros, diz Luciana Santos

Blog do Renato

Durante o seminário promovido pela Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP), a deputada Luciana Santos (PCdoB/PE) defendeu que o país precisa se debruçar sobre as necessidades da indústria nacional e salientou sua importância para a retomada do crescimento.

Durante aproximadamente quatro horas os convidados fizeram uma análise sobre a política econômica nas últimas décadas nos setores de comércio, indústria e inovação. Foram reunidos e apresentados dados pelos palestrantes que dão a dimensão da participação do Brasil no desenvolvimento industrial mundial.

Os participantes também levantaram e discutiram pontos sobre a evolução da indústria em si, os próximos passos até o país conseguir alcançar a 4ª Revolução Industrial, como outros países reagem a essas mudanças e quais são as prioridades e posicionamentos recomendados. (Saiba mais sobre o debate).

Para Luciana a CTASP demonstra muita clareza sobre a importância desta temática quando realiza um seminário para abordar a questão. “Essa é…

Ver o post original 362 mais palavras

Não é piada: Instituto Liberal denuncia a Física Quântica como sendo coisa de comunista

Livre Pensamento

O liberalismo brasileiro está tão afundado no conservadorismo mais rancoroso que já está começando a surtar. Em um bastante criativo artigo1 no site do Instituto Liberal, um tal de Lucas de Moura Lima levanta a tese de que, como a Física Quântica é muito complicada, ela, na verdade, é um instrumento marxista para confundir as pessoas e fazê-las acreditar em uma agenda maléfica que levará o mundo ao inferno socialista.

Em um linguajar messiânico e religioso, o tal Lucas, que é administrador de empresas, associa os valores do Capitalismo à Verdade (com letra maiúscula porque só tem uma), à luz, a um tipo de compreensão celestial. Já o marxismo ele vincula à Mentira, ao lado sombrio e aos Lord Sith.

Ver o post original 267 mais palavras