Orlando Silva: Oposição amplia resistência democrática contra o autoritarismo de Bolsonaro

Blog do Renato

O crescente desgaste do governo federal e a falta de uma agenda concreta para enfrentar os problemas reais do país têm feito com que Bolsonaro recrudesça seus pendores autoritários. Em movimento que se retroalimenta, à medida que o sectarismo do presidente se evidencia, produz mais isolamento político e maior repúdio popular à sua figura.

A essa altura do campeonato, já é voz corrente que Bolsonaro renunciou ao papel esperado de um chefe de governo, que é equilibrar suas intenções com os anseios gerais do país. Resta evidente que o presidente governa para os seus e almeja manter apenas um núcleo sólido e mobilizado de apoiadores, dando cada vez mais espaço ao chamado “clã”, misto de núcleo familiar e ideológico de sua corrente, na tomada de decisões.

Bolsonaro manietou a influência do ex-super-ministro Sérgio Moro, deixando claro “quem manda” na PF, na Receita e no Coaf, além de submetê-lo a situações…

Ver o post original 796 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s