Reforma trabalhista é retrato de interesses empresariais, diz estudo

Blog do Renato

Com o objetivo de garantir a aprovação das reformas trabalhista (PLC 38/2017) e da previdência, grupos patronais como a Federação da Indústria do Estado de São Paulo (Fiesp) e a Confederação Nacional da Indústria (CNI) estão empenhados em livrar a gestão de Michel Temer do naufrágio.

José Cruz / Agência Brasil

Michel Temer saudado pelos "patrões"

Michel Temer saudado pelos “patrões”

No recente artigo “Perigo: Fiesp e CNI apoiam o governo”, o colunista Elio Gaspari destacou a evasiva declaração de Paulo Skaf sobre a grave crise envolvendo denúncias contra Temer: “Não cabe à Fiesp falar sobre renúncia de presidente”, e lembrou que em março de 2016, Skaf apoiou as manifestações pela deposição de Dilma Rousseff, dando até suporte logístico ao movimento pró-impeachment.

O presidente da CNI, Robson Andrade, também declarou apoio: “Todo o empresariado prefere continuar com o presidente Michel Temer”, afirmou.

As propostas contidas na reforma trabalhista só reforçam a evidente convergência de interesses…

Ver o post original 343 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s