Dados e reflexões sobre a crise no Estado do Rio de Janeiro

PCdoB Rio de Janeiro

De acordo com a FIRJAN (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro) entre 2015 e 2016 foram fechadas 420,5 mil vagas formais (com carteira assinada)  no Estado. Esse resultado significa  a pior crise em 30 anos. Isso  corresponde a quase um quarto dos dois milhões de empregos criados nos 14 anos anteriores ( período de 2000 a 2014). Representa desempenho pior do que o da década de esvaziamento econômico(1989 e 1999), quando o Estado do Rio de Janeiro acumulou  perda de 389 mil postos de trabalho.

Por Hélio de Mattos Alves – Professor da UFRJ

Na capital , foram mais de 138 mil postos de trabalho fechados em 2016. O número é maior do que a cidade de São Paulo, que tem o dobro de pessoas empregadas. Depois do município do Rio, a cidades que mais perderam postos de trabalho foram  Duque de Caxias e Angra dos Reis.

No comércio…

Ver o post original 763 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s