Reforma do ensino médio 1 – Lições da História

blog da Revista Espaço Acadêmico

pilettiNELSON PILETTI*

As sucessivas crises do ensino médio – acho que não seria incorreto falar de uma única e persistente crise, prolongando-se ao longo de toda a nossa história, alimentada até mesmo pelas freqüentes mudanças a que foi submetido esse grau de ensino – conferem certa razão a Darcy Ribeiro quando afirma que “a crise da educação brasileira não é um problema, é um programa.”

No momento em que mais uma reforma está na ordem do dia, é de fundamental importância refletir sobre as lições da História. E a primeira lição é a de que não é por falta de reformas que o ensino médio continua em crise. No período republicano, que começou em 1889, e considerando apenas as mais importantes, foram 14 reformas do ensino médio, ou seja, uma a cada 9 anos em média:

  • Reforma Benjamin Constant (1890): secundário de 7 anos.
  • Reforma Amaro Cavalcanti (1898): secundário…

Ver o post original 865 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s