Haroldo Lima Leilões de petróleo, no México e no Brasil

Blog do Renato

Realizou-se a 15 do mês passado a I rodada de Blocos Exploratórios do México, após quase 80 anos de monopólio da estatal Pemex, cuja produção caiu, na última década, de 3,4 para 2,4 milhões de b/d. O resultado não foi satisfatório. Só duas das quatorze áreas ofertadas foram arrematadas.

As áreas em oferta tinham pontos de vantagem: próximas ao grande mercado americano; ao canal do Panamá, que se articulava com a Ásia; estavam em lugar de referência internacional no setor, o Golfo do México, e tinham custo baixo de produção.

Mas havia pontos problemáticos no leilão do México. Empresas manifestaram reservas quanto ao contrato de partilha apresentado, não por ser de partilha, mas por ter uma cláusula permitindo ao Estado retomar o bloco em casos de acidente, não inteiramente definido. Os blocos também eram pequenos, não ultrapassando a expectativa dos 384 milhões de barris, o que não interessava a grandes…

Ver o post original 883 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s