40 anos da vitória do Vietnã na guerra contra os EUA: exemplo histórico de que é possível derrotar o imperialismo

Blog do Renato

efe_20150430_091302_pa1241_17240_11

Neste dia 30 de abril de 2015 comemora-se quatro décadas do final da sangrenta guerra desencadeada em 1965 pelo imperialismo estadunidense contra o povo vietnamita. Tratou-se de uma das inúmeras invasões de que foi vítima a nação vietnamita, após várias investidas mongóis, uma colonização de 98 anos capitaneada pela França, uma invasão de tropas japonesas durante a Segunda Grande Guerra, o retorno do Exército francês ajudado por tropas inglesas no pós-guerra e a intervenção dos Estados Unidos da América (EUA) que se transformou na primeira derrota militar da história dos EUA, agravada por haver sido infligida por um pequeno e populoso país da Ásia, o Vietnã.

A política do intervencionismo da ação externa estadunidense sofreu um duro golpe: dos 2 milhões e 700 mil norte-americanos que passaram pelo Vietnã, cerca de 60 mil morreram e 300 mil foram feridos, sendo que parte destes ficou inválida. Do lado vietnamita caíram mortos…

Ver o post original 502 mais palavras

Anúncios

Paraná em chamas e a “porrada educadora” dos tucanos

Blog do Renato

O massacre que assistimos nesta quarta-feira (29) em Curitiba, no Paraná, revela a face mais violenta que os setores conservadores alimentam nesse momento. “O que aconteceu no Paraná foi uma repressão sórdida, uma repressão brutal, somente um governo reacionário se posiciona dessa maneira”, repondeu o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, ao criticar a postura do governo tucano de Beto Richa.

Joanne Mota, da Rádio Vermelho

Ilustração: Andocides Bezerra

.

“É bom lembrarmos que a vida sempre nos diz a verdade, ela sempre aponta quem está com a razão. Esse vergonhoso massacre revela quem são os tucanos, ou seja, o PSDB. Tanto no Paraná, com em São Paulo e mesmo em Minas Gerais, para ficar somente nesses. Basta lembra o que fez Aécio Neves com a educação naquele estado. Os tucanos sempre se voltaram contra essa categoria que é essencial para o desenvolvimento”, destacou o líder comunista.

Na oportunidade Renato…

Ver o post original 273 mais palavras

Após mais de 200 feridos, Assembleia do PR aprova confisco de dinheiro dos servidores

bloglimpinhoecheiroso

Parana_Professores04

O tucano Beto Richa tem condições de governar o Paraná?

Via Blog do Esmael Morais em 29/4/2015

O Centro Cívico de Curitiba, no Paraná, foi transformado na quarta-feira, dia 29/4, em praça de guerra pelo governador tucano.

Tudo foi meticulosamente planejado e – pior – anunciado antecipadamente.

De acordo com dados da Prefeitura de Curitiba, que foi transformada em hospital de primeiros socorros, mais de 200 professores ficaram gravemente feridos devido aos ataques de bombas, cães, tiros etc.

O governador quer confiscar R$150 milhões mensais do fundo de previdência dos servidores públicos, que poderão ficar sem aposentadorias e pensões num futuro próximo. Ao ano, Richa quer meter a mão em R$2 bilhões da Paraná Previdência.

“Helicópteros disparavam a esmo bombas contra o povo”, testemunhou horrorizada a senadora Gleisi Hoffmann (PT), em missão oficial do Senado, ao atravessar a Praça Nossa Senhora Salete.

Em discurso em frente à Assembleia Legislativa, o…

Ver o post original 144 mais palavras

O relato de um jornalista de Curitiba sobre a pancadaria policial de 29 de abril

bloglimpinhoecheiroso

Parana_Professores10

Dimitri do Valle, via Jornalistas Livres em 30/4/2015

A série de explosões começou a ser ouvida pouco antes das 3 da tarde. Quem estava a distâncias que chegavam a 6 quilômetros, por exemplo, conseguia ter uma ideia clara de que as coisas no Centro Cívico, a Praça dos 3 Poderes do Paraná (mais a Prefeitura de Curitiba), não estavam para brincadeira. Os estrondos eram resultado da ação violenta de policiais militares contra servidores públicos, a maioria professores da rede estadual.

Há dois dias, eles protestavam contra uma série de medidas de arrocho que a Assembleia Legislativa começava a colocar em segunda e última votação naquele momento. No final da tarde, sabia-se que houve pelo menos 107 feridos — dois policiais e 105 servidores. O placar medonho retrata um verdadeiro massacre.

Já à noite, sabia-se que os feridos aumentaram para 150, segundo informações oficiais do Samu. Oito deles seguiam em estado grave por…

Ver o post original 1.560 mais palavras

“Beto Richa não tem mais condições de governar o Paraná.”

bloglimpinhoecheiroso

Roberto_Requiao04

Via Paraná 247 em 30/4/2015

O senador Roberto Requião (PMDB/PR), que acompanhou, de dentro da Assembleia Legislativa, a repressão promovida pela Polícia Militar do governador Beto Richa, do PSDB, contra os professores estaduais, descreveu, ao 247, o que presenciou.

“Foi um massacre. Uma violência absurda contra idosos, mulheres, jovens… Aqui, em Curitiba, o sentimento é de indignação, perplexidade e revolta.”

Requião foi à Assembleia, acompanhado da senadora Gleisi Hoffmann (PT/PR). Ambos tentaram convencer os parlamentares a não votar o pacote fiscal de Richa, que confisca R$2 bilhões da previdência dos servidores para tapar rombos no orçamento.

“Esse parlamento envergonhou o Paraná. Todos se venderam ao Beto. Votaram em troca de emendas e de pequenas benesses em suas localidades.”

Segundo Requião, embora Richa tenha conseguido aprovar o pacote, ele perdeu as condições morais de permanecer no cargo.

“Não tem a menor condição de governar. Antes desse massacre, a rejeição dele já…

Ver o post original 178 mais palavras

Desenhando: Protestos contra o PT × protestos contra o PSDB

Truculento, Richa recebe repúdio geral da sociedade

Blog do Renato

images-cms-image-000432027

A violência da Polícia Militar do governo do Paraná contra professores e servidores estaduais provocou um repúdio geral de políticos de diferentes partidos e colunistas de diferentes perfis, além de revolta da população de vários estados brasileiros. O ex-presidente Lula divulgou uma nota ontem se solidarizando com os profissionais e classificando como “inadmissível” a violência da PM no estado.

“Solidarizo-me com os professores do Paraná, que foram agredidos de forma violenta pela Polícia Militar do estado. Temos visto a atuação da polícia na garantia da segurança de manifestações que têm acontecido no país, mas esse direito deve ser garantido a todos. É inadmissível que o direito de manifestação seja restringido a qualquer pessoa, principalmente àqueles que trabalham pela educação de nossos jovens e o futuro do país”, escreveu Lula em sua página no Facebook.

Vários parlamentares atacaram a atitude do governador do PSDB. O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) pediu…

Ver o post original 330 mais palavras