Como sobreviver à família ultraconservadora na festa de Natal

bloglimpinhoecheiroso

Papai_Noel13A_Armas

Leonardo Sakamoto

Um amigo jornalista acaba de me escrever. Preocupadíssimo, relata um drama que deve se repetir em muitos lares pelo Brasil:

“Saka, o Natal na minha família sempre foi um cenário e terror e desolação, com tios e tias sugerindo “exterminar mendigos”, “trancafiar drogados” e “proibir gays de se beijarem em público”. Nem bem a prece em agradecimento pela ceia esfria e eles começam o festival de besteiras, confundindo as datas e crucificando Jesus em vez de celebrar seu nascimento. Eles já suspiravam com a volta da ditadura muito antes dos malucos que pedem intervenção militar resolverem sair da casinha. Como os ânimos se exaltaram com as eleições, estou com medo de pisar na casa da minha avó para a ceia. O que fazer?”

Meu caro, há alguns cenários possíveis. Nenhum deles é perfeito e a escolha depende da quantidade de amor que você tiver para gastar – lembrando…

Ver o post original 304 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s