Sem povo, golpismo se isola entre meia dúzia

bloglimpinhoecheiroso

Golpistas01

Via Brasil 247

O golpismo assoprado entre alguns colunistas da mídia tradicional, que por sua vez contaram com o incentivo prévio de políticos dispostos a radicalização, caiu no vazio. Faltou eco nas ruas e não há ressonância no Congresso para as teses rascunhadas por colunistas como Merval Pereira, de O Globo, e moralistas como o poeta Ferreira Gullar e o global Arnaldo Jabor. Não houve repercussão positiva à tentativa, feita por Merval, em texto na terça-feira, dia 18/11, em O Globo, de elevar à condição de tema político sério a tese de impeachment da presidente Dilma Rousseff e do vice Michel Temer. “Isso não é golpismo”, escreveu, candidamente, o imortal que dera o roteiro para a derrubada da presidente eleita num tapetão institucional.

Antes de Merval, com um pouco mais de parcimônia, Jabor classificou o momento atual como igual “a um passado pré-impeachment do Collor”. Uma torcida evidente…

Ver o post original 304 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s