O coxinha envergonhado

blog da Revista Espaço Acadêmico

MARCELO GRUMAN*

Há pouco tempo, Miguel chegou em casa com uma informação relevante: até segunda ordem, a escola pública municipal onde estuda deixaria de entregar material de estudo em folhas fotocopiadas devido ao contingenciamento orçamentário. Por orientação da secretaria municipal de educação, cada escola teria um número pré-definido de fotocópias e, por conta disso, os deveres de casa passariam a ser transcritos do quadro negro para o caderno, demandando dos alunos paciência e capricho na escrita. No dia seguinte, fui à escola e perguntei ao coordenador se a escola aceitaria a contribuição de uma resma de papel A4. A proposta foi muito bem recebida e devidamente cumprida. No próprio dia da entrega da resma de papel, a professora do Miguel, ao me ver numa das salas da escola, onde dava oficina de futebol de botão para os endiabrados colegas do terceiro ano, alguns deles bastante promissores com a palheta…

Ver o post original 1.083 mais palavras

Anúncios

Quem defende pauta do Escola sem Partido pensa que tem filhos idiotas

blog da Revista Espaço Acadêmico

RICARDO LÍSIAS*

 

SÃO PAULO – SP – COTIDIANO -Secundaristas são retirados a força pela tropa do braço da policia militar do Centro Paula Souza, que estava ocupado em protesto pelo bandeijão nas Etesps. – 06/05/2016 – Foto Marlene Bergamo/Folhapress – 017

Até o domingo passado, eu não tinha dado atenção ao tal movimento Escola sem Partido. A reivindicação é tão rasa e absurda que não me parecia merecer mais que um muxoxo desinteressado. Eu reagiria dessa mesma forma ao artigo de Gustavo Ioschpe, se o começo do segundo parágrafo não me causasse uma sensação curiosa: se o que ele escreve for verdade, eu não estudei no Brasil.

Fiquei tão perplexo que resolvi ver do que se tratava.

Reproduzo o trecho que causou meu espanto: “Que nossas escolas, tanto públicas quanto particulares, foram há muito invadidas por pregação ideológica, quase sempre de viés filossocialista, não deveria ser novidade…

Ver o post original 977 mais palavras

Jovens são os mais afetados com o desemprego, aponta Ipea

Blog do Renato

Pesquisa mostra ainda aumento da informalidade. Apenas 28% obtiveram uma vaga no mercado formal, enquanto 43% obtiveram ocupação no informal e 28% se tornaram autônomos

ROBERTO PARIZZOTI

 

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) aponta que a desocupação no mercado de trabalho está em um processo de desaceleração. Segundo a análise, contudo, a população jovem é uma das mais prejudicadas com a crise.

De acordo com a Carta de Conjuntura, publicada nesta quinta-feira (14), as pessoas entre 18 e 24 anos são as com mais chances de serem demitidas e possuem mais dificuldades de conseguir emprego. No segundo semestre, a taxa de desemprego entre eles é de 27,3%, equivalente a 4,3 milhões de pessoas. O estudo também mostra que a faixa etária é a que registrou a maior desocupação.

“Num momento de crise, quando o empresário decide quem vai embora, ele opta por quem tem menos tempo na empresa”, explica…

Ver o post original 263 mais palavras

Portal da “WATERLAT-GOBACIT WATERLAT” – Estudos e Saberes Ambientais – Homenagem a Enrique Leff: Sustentabilidade, impactos, Racionalidade e Direitos – ESAEL

https://www.google.com.br/amp/s/estudosesaberesambientais.wordpress.com/2016/06/03/portal-da-waterlat-gobacit-waterlat/amp/